26, 27 e 28 de setembro de 2016
UFSC – Florianópolis

OBRIGADO POR SUA PRESENÇA E PARTICIPAÇÃO!

CERTIFICADOS DE PARTICIPANTES DISPONÍVEIS:
 
 

Caso não conste seu certificado, envie seu nome completo e CPF para o e-mail contato@slij.com.br que enviaremos o certificado digital.

      Os lançamentos e sessão de autógrafos que ocorreram no dia 26 de setembro às 18h30min no 1º andar do Centro de Eventos e Cultura da UFSC.

      O Bate-papo com os autores que ocorreu na terça-feira, dia 27 de setembro às 18h no Auditório Garapuvu do Centro de Eventos e Cultura da UFSC.

Nasceu em 1953 na cidade de São Paulo. Além do ofício da escrita, ela é uma ativista do livro para a infância, em particular. Na década de 1980, instalou, em Florianópolis, a Livraria Cuca Fresca, terceira livraria no País, especializada em Literatura Infantil e Juvenil, que ficou em atividade por quase 30 anos. Atualmente, dedica-se, de forma exclusiva, à edição de livros. As atividades da editora não se restringem à publicação, participando, ativamente, da divulgação e distribuição, organizando eventos pedagógicos e literários, seminários, oficinas, entre outros. Autora de seis títulos para o público infantil.

É natural do município de Imbituba (SC). Formou-se normalista no Colégio Madre Teresa Michel, de Criciúma/SC. Lecionou em Monte Carlo (1967), Siderópolis (1967-1977) e em Florianópolis (1984-1997) onde se aposentou. Janice dedicou-se à pintura óleo sobre tela, de 1995 a 2005. Criou em março de 2011 o Blog da Aliflor e o mantém até o momento. Desde 2003, é membro da Associação Literária Florianopolitana, ocupando o cargo de presidente. No ano de 2005, tornou-se Membro da Academia Catarinense de Letras e Artes. Publicou entre os anos de 1990 e 2012 sete livros.

Nasceu em 1965 na cidade de Erechim (RS). Formou-se em Letras Inglês (tradutora e professora) na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, e fez Mestrado em Literatura de Língua Inglesa, na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, entre outros cursos. Em 2004 assumiu sua vocação de escritora quando fez exposições de charges do seu personagem “O Pelicano” e publicou o seu primeiro livro de contos Terapia Ocupacional, Contos, um livro direcionado ao público adulto. Ana Esther, têm suas crônicas publicadas no jornal Letras Santiaguenses (RS), vários textos postados na página do Recanto das Letras (http://recantodasletras.com.br) e pertence à Associação de Contistas, Poetas e Cronistas Catarinenses.

Nascido em 1963, na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Estudou Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina. Desde criança, era leitor compulsivo e sonhava em ser escritor. É diretor da PalavraCom Editora, em Florianópolis, a mesma que promoveu seu livro de literatura juvenil, A Ponte Sumiu! Começou no Jornalismo, em 1980, trabalhou no Jornal do Brasil (RJ), Correio do Povo (RS), O Estado (SC), revistas Globo Rural, Pequenas Empresas Grandes Negócios, Globo Ciência e outros veículos de comunicação.

Natural de Juiz de Fora (MG), formada em Biologia, com Doutorado em Psicologia Experimental (área de Comportamento Animal) pela Universidade de São Paulo – USP. É escritora por profissão. Em 2007, a autora publicou o livro Cada macaco com seu filhote, que foi selecionado pelo Ministério da Educação para o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD, 2010). A formação e os estudos da autora contribuíram para dedicar-se, atualmente, à produção de obras literárias direcionadas a crianças e adultos, com temas envolvendo os conhecimentos sobre animais.

Anelise Zimmermann é natural de Santo Ângelo, Rio Grande do Sul. Formada em Design, começou a ilustrar livros infantis depois de defender sua dissertação de Mestrado, na qual estudava as imagens dos livros infantis. É professora de desenho na Universidade do Estado de Santa Catarina. Anelise ilustrou os livros A Pedra do Conhecimento, em 2010, e o livro de poesia No Cafundó das Estrelas, em 2013, os dois foram escritos pelo autor gaúcho Sérgio Napp, e publicados pela Editora Paulinas.

Nasceu no ano de 1955, em Zortéa, interior do Estado de Santa Catarina. Cursou Letras na Universidade de Passo Fundo e Pós-graduação em Alfabetização e Metodologias de leitura, na Universidade do Oeste de Santa Catarina. Atuou no Magistério Público de Santa Catarina como professora alfabetizadora, bem como animadora cultural no espaço da Biblioteca escolar, aposentando-se em 1998. Em 1988 iniciou “oficialmente” na literatura, como cronista do Caderno de Cultura do jornal A Notícia, de Santa Catarina. Em 1998 publicou seu primeiro livro para crianças Uni…Duni…Téia (sic) e nos anos seguintes seguiu com publicações.

Natural de Getúlio Vargas, uma cidade pequena do Rio Grande do Sul. Ela é professora da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC – atua na graduação, no curso de Pedagogia e no Programa de Pós-Graduação em Educação, na Linha Educação e Comunicação. É uma admirável contadora de histórias, integrante fundadora da Sociedade Amantes da Leitura, que idealizou, desenvolveu e mantém o projeto da biblioteca comunitária Barca dos Livros na Lagoa da Conceição, em Florianópolis. A autora produz vários textos que têm a narrativa oral para e das crianças como foco. Entre eles estão: Narração de Histórias na Sala de Aula (1999)e A voz quente do coração do rádio (2011).

Natural de Santa Catarina da cidade de Lages. É licenciada em Letras pela Faculdade de Pedagogia, Ciências e Letras da Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC), mestre pela UFSC e escritora. Representou, durante oito anos, em Santa Catarina, a Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil – AEI-LIJ. A autora publicou livros pela Editora Insular, Florianópolis, entre os anos de 1996 a 2004, como Aventuras na Ilha da Magia e Mosaico (poesia). Produziu o roteiro da animação “Aventuras na Ilha da Magia” com a participação de Aline e Rubens Belli, curta metragem premiado pela Fundação Catarinense da Cultura.

Nasceu na cidade de Brusque (SC) em 1941. Optou pela profissão do magistério. Sua primeira publicação em livro se dá em 1969, pela editora do Brasil, quando produziu uma coleção didática para alunos de 1a a 4a séries. Em 1972, recebe menção honrosa com o livro Dona Onça da Floresta. Em 1985 pela editora Mercado Aberto, publica Nos ombros fortes de papai, livro considerado altamente recomendável para criança pela FNLIJ. Em 1989, publica Ana Levada da Breca, com o qual recebe menção honrosa – Prêmio Luiz Jardim-, da União Brasileira de Escritores. A autora viaja pelo interior do Estado divulgando sua obra e possibilitando leitura ao publico infantil.

Nasceu em Florianópolis (SC), em 1979. Graduou-se em Ciências Biológicas pela UFSC em 2005, tornou-se mestre em Educação Científica e Tecnológica pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT), realizado também na UFSC, no ano de 2008. É professora efetiva na Rede Pública Municipal de Florianópolis, onde leciona Ciências. Linsingen é autora de três livros infantis e juvenis: A casa de Hans Kunst (Saraiva, 1997), O botão grená (Saraiva, 2000), e Os Croquetes em A mansão de Quelícera (Letras Contemporâneas, 2001). Além disso, Luana tem três contos publicados: “Comer: verbo impulsivo”, Eu, vestibulando” e Tropeços em nossas idiossincrasias”.

Palestrantes

Escritora y educadora nacida en Bucaramanga, Colombia, en 1959. Fundadora del proyecto cultural Espantapájaros. Ha desarrollado un trabajo permanente de investigación en pedagogía de la lectura desde la primera infancia, un tema sobre el cual ha publicado ensayos y dictado conferencias en seminarios nacionales e internacionales. Ha asesorado a diversas organizaciones nacionales e internacionales en el diseño de programas y lineamientos sobre políticas de infancia, lectura y literatura. Entre sus obras literaturas figuran El terror de Sexto B, Los años terribles, Una cama para tres, Pasajera en tránsitoy el ensayo La Casa imaginaria: lectura y literatura en la primera infancia. Dirige la colección “Nidos para la Lectura” de Alfaguara, que ha rescatado, editado y divulgado un conjunto de obras destacadas de la literatura infantil, y dicta el curso “Escribir para niños” en el Máster a Distancia en Libros y Literatura de la Universidad Autónoma de Barcelona y el Banco del Libro de Venezuela. Desde hace más de diez años es columnista habitual del diario El Tiempo de Bogotá y obtuvo Mención Especial en el Premio Simón Bolívar de Periodismo por su columna “El ADN de Colombia.

Marisa Lajolo tem bacharelado e licenciatura em Letras pela Universidade de São Paulo, Mestrado e Doutorado em Teoria Literária e Literatura Comparada também pela USP. E Pós Doutorado pela Brown University. Atualmente é professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie e é professora colaboradora da Unicamp. Desde 2014 é curadora do Prêmio Jabuti e suas linhas de pesquisas atuais estão focadas em Teoria Literária e Literatura Brasileira, especialmente nas áreas de história da leitura, literatura infantil e/ou juvenil e Monteiro Lobato.

Regina Zilberman tem graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, doutorado em Romanistica pela Universidade de Heidelberg (Ruprecht-Karls) e pós-doutorado no University College (Inglaterra) e Brown University (EUA). Atua como professora adjunta do Instituto de Letras, da UFRGS. Foi professora titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em História da Literatura, suas linhas de pesquisas estão focadas nos seguintes temas: leitura, história da literatura, literatura do Rio Grande do Sul, formação do leitor e literatura infantil.

Nilma Lacerda é professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense, atuando na formação de professores em Letras, e do Programa de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Literatura Infantojuvenil do Instituto de Letras da mesma universidade. Com graduação em Português-Literaturas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1970), mestrado em Letras Vernáculas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1980), doutorado em Letras Vernáculas, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995) e pós-doutorado em História Cultural pela Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (2001-2002) e Collège de France (2013-2014), seus trabalhos têm ênfase em leitura e escrita, literatura para crianças e jovens, criação literária. Recebeu, dentre outros, os prêmios Jabuti, Prêmio Rio de Literatura, Melhor Livro Teórico em Literatura para Crianças e Jovens, Melhor para o Jovem, Melhor Livro Traduzido, esses últimos da Fundação Nacional do Livro Infantil e juvenil (FNLIJ); Prêmio Brasília de Literatura, Lista de Honra do International Board on Books for Young People. Recebeu bolsas da CAPES e do CNPq, a bolsa VIRTUOSE, do Ministério da Cultura, a bolsa de Pesquisa e Criação da RIOARTE e a bolsa VITAE, de Apoio à Cultura, Educação e Promoção Social. Mantém intercâmbio cultural com países da América Latina, em alimentação a seu projeto de pesquisa Diário de Navegação da Palavra Escrita na América Latina e, como resultado de cerca de 15 anos de pesquisa, o material disponível deve gerar, a médio prazo, o primeiro volume dessa obra, intitulado Deus não tem nada com isso. A pesquisadora é líder do grupo de pesquisa Leitura, Literatura e saúde: inquietações no campo da produção do conhecimento. Certificado pela instituição, registrado no CNPq, realizou em 2012 o Colóquio Internacional Esses livros sem idade. Atua no Movimento por um Brasil Literário, sustentando a perspectiva visionária de Antonio Candido, Silviano Santiago, Alfredo Bosi e Bartolomeu Campos de Queirós, dentre tantos, relativa ao espaço que pode ocupar a leitura de literatura na construção de um país mais justo e soberano. Mantém a coluna Ladrilhos, de escritos equilibrados entre crítica e criação literária, em Pessoa, revista eletrônica de literatura lusófona.

Edmir Perroti é graduado em Letras (Português e Francês) pela Universidade de São Paulo, tem mestrado e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Atualmente é professor aposentado da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Ciência da Informação, seus temas de atuação são: leitura, educação, infoeducação, biblioteca, educação e cultura e apropriação de informação.

Elizabeth D´Angelo Serra é pedagoga, e desde 1987, trabalha na Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), seção brasileira do International Board on Books for Young People – IBBY.

Tânia Piacentini é doutora em Educação na área de Metodologia de Ensino pela Faculdade de Educação da UNICAMP. Suas áreas de estudo e pesquisa focam na Leitura, Literatura, Metodologia de Ensino de Literatura, Literatura Infantil e Juvenil. Atualmente é coordenadora da Biblioteca Comunitária Barca dos Livros e diretora Geral da Sociedade Amantes da Leitura (SoALe) Florianópolis, SC.

Volnei Canonica é graduado em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas pela UCS, além de ator e diretor de teatro. Especialista em Literatura Infantil e Juvenil pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) e Literatura, Arte e Pensamento Contemporâneo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Foi coordenador do programa Prazer em Ler do Instituto C&A. Atualmente é diretor da Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca do Ministério da Cultura.

Diretora da Licenciatura em Educação Básica do Instituto de Educação e investigadora do Centro de Investigação em Estudos da Criança da Universidade do Minho em Portugal. Pesquisadora de literatura para crianças e jovens.

Anna Claudia Ramos  é graduada em Letras pela PUC/Rio e mestre em Ciência da Literatura pela UFRJ. Estreou na literatura em 1992 com o livro juvenil Pra onde vão os dias que passam? (ilustrações de Rui de Oliveira e 4ª capa de Ana Maria Machado). Seus livros são selecionados para o Acervo Básico da FNLIJ e para o Catálogo da Feira de Bolonha. Já recebeu o selo Altamente Recomendável, da FNLIJ, e o Prêmio Adolfo Aizem, da UBE. É uma das sócias do Atelier Vila das Artes, uma empresa de consultoria e produção editorial. Foi coordenadora de biblioteca escolar e professora de LIJ por muitos anos. Viaja pelo Brasil afora ministrando palestras e oficinas sobre sua experiência com leitura e como escritora e especialista em LIJ. Em 2005, foi homenageada com a Biblioteca Escolar Anna Claudia Ramos,pela Escola Municipal Prof. Sylvio de Castro Galindo, em Angra dos Reis-RJ. Para conhecer mais sobre seu trabalho acesse: www.annaclaudiaramos.com.br

A ilustradora Graça Lima Possui doutorado em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da UFRJ(2012); mestrado em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2000). Atualmente é professora adjunta na ESCOLA DE BELAS ARTES/UFRJ. Trabalha com design gráfico desde 1985 e já ilustrou mais de 60 livros, aqui e no exterior, muitos deles premiados.

Escritor e ilustrador Roger nasceu em Brasilia no ano de 1965. Recebeu o prêmio suíço Espace-enfants em 2002 e no mesmo ano foi vencedor do prêmio Jabuti nas categorias literatura infanto-juvenil e ilustração com Meninos do mangue. Recebeu vários pêmios da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) tornando-se hors-concours. Foi vencedor no ano de 2014 do o Prêmio Hans Christian Andersen, o mais importante do mundo dedicado à literatura infantojuvenil.

Possui curso de pós-doutorado em Sociologia (Teorias do imaginário) com a tese “Tempo de Maradigmas” (2014), contando com a orientação do professor Michel Maffesoli, na ” Université Paris Descartes, Sorbonne. Centre D´Etude sur L´actuel et le Quotidien (CeaQ”). Doutorado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada) pela Universidade de São Paulo (1998). Mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1991). Especialização em Literatura brasileira pela Universidade Federal do Paraná (1987). Curso a graduação em Letras- Português pela Universidade Federal do Paraná (1986), graduação em Letras- Espanhol pela Universidade Federal do Paraná (1991. No Peru, curso de licenciatura em Turismo, na “Escuela Nacional de Turismo” (1971). Tem experiência na área de Letras e na área de Educação, com ênfase em Literatura brasileira , hispano-americana e Leitura, atuando principalmente nos seguintes temas: imaginário, transdisciplinaridade, poesia, leitura, expressão escrita, escola e criança, formação de professores, Literatura Infanto juvenil. Foi professora do curso de Letras da PUCPR e de Tradução literária no curso de Secretariado Executivo, na mesma universidade. Foi professora substituta no curso de Didática na UFPR. É autora de literatura infanto-juvenil e de livros teóricos na área de Letras e Educação, ublicando pelas seguintes editoras: Melhoramentos, Cortez, Paulus, Paulinas, DCL, Larousse Junior, Inverso. Criadora e ministrante da oficina de criação literária e pedagogia poética, “Lavra-Palavra”.

Coordenadores

Daniela Maria Segabinazi – Doutora em Letras pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduada em Letras e Direito, pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). Professora do Programa de Pós Graduação em Letras (PPGL/UFPB) e dos Cursos de Graduação em Letras (presencial e a distância) da UFPB. Pesquisa os seguintes temas: literatura infantil e juvenil, literatura e ensino e literatura brasileira contemporânea. Líder do grupo de pesquisa “Estágio, ensino e formação docente” e integra o Núcleo de Estudos de Alfabetização em Linguagem e Matemática. Tem publicações na área de literatura infantil e juvenil, ensino de literatura e letramento literário.

      Maria Amélia Dalvi é professora nos programas de pós-graduação em Educação e em Letras da Universidade Federal do Espírito Santo, atuando nos cursos de mestrado e doutorado. Pesquisa educação literária e inter-relações entre livros, leitura, leitores e literatura. Coordena, desde 2011, o grupo de pesquisa Literatura e Educação (www.literaturaeeducacao.ufes.br). 

      Silvana Augusta Barbosa Carrijo – Possui Graduação em Letras pela Universidade Federal de Goiás, Campus Catalão (1995), Mestrado em Letras e Lingüística (2003), Doutorado em Letras e Linguística pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás (2009) e Pós-Doutorado na UNESP/ Faculdade de Ciências e Letras de Assis (2014). Como parte das atividades de doutoramento, realizou Estágio de Doutorado na École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris-Fr. Como parte das atividades de pós-doutoramento, realizou Estágio de Pós-Doutorado na Universidade de Santiago de Compostela-ES. Atualmente é docente da Unidade Acadêmica Especial de Letras e Linguística da Universidade Federal de Goiás, Regional Catalão. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Estudos Literários, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura infantil; literatura juvenil; Lya Luft, imaginário, ficção, memória, literatura de idéias, Marina Colasanti, literatura de autoria feminina, gênero (gender).

Alice Atsuko Matsuda – Possui graduação em Letras Anglo Portuguesas pela Universidade Estadual de Londrina, mestrado em Letras – Literatura e Ensino – pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001) e doutorado em Letras – Estudos Literários – pela Universidade Estadual de Londrina (2009). Atualmente é professor titular – Adjunto 3 – da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Curitiba. Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens (PPGEL). Participa como membro dos Grupos de Pesquisas Discursos sobre Trabalho, Tecnologia e Identidades; Grupo de Pesquisa em Linguística Aplicada (GRUPLA) e como vice-líder do Grupo de Pesquisa (Des)caminhos da modernidade ao contemporâneo: estudos em literatura e outras linguagens. Tem experiência nas áreas de Letras e de Jornalismo com ênfase em Literatura Infantil e Juvenil, Metodologia e Prática de ensino de Língua Portuguesa e de Literatura, Educomunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: Literatura Infantil e Juvenil, Lygia Bojunga Nunes, leitura e literatura na escola, literariedade e formação do leitor – Método Recepcional, metodologia e prática de ensino de Língua Portuguesa e de Literatura, linguagens, mídias e tecnologias.

Diógenes Buenos Aires de Carvalho – Possui graduação em Letras/Português pela Universidade Estadual do Piauí (1994), Especialização em Leitura e Produção de Textos pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1997), Mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2001) e Doutorado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2006). Professor Adjunto II da Universidade Estadual do Piauí, atuando na Graduação em Letras e no Mestrado Acadêmico em Letras. Coordenador do Mestrado Acadêmico em Letras (UESPI). Editor-chefe do periódico eletrônico Letras em Revista (UESPI).Vice-Coordenador do GT Leitura e Literatura infantil e juvenil da ANPOLL (www.gtllij.com.br). Autor dos livros As crianças contam as histórias: os horizontes dos leitores de diferentes classes sociais (Edufpi), que recebeu o selo de Altamente Recomendável pela FNLIJ e A adaptação literária para crianças e jovens: Robinson Crusoé no Brasil (Edufpi/CRV). Membro do Conselho Editorial dos periódicos Cadernos do Aplicação/UFRGS, Pesquisa em Foco (UEMA), Revista Nome (UFG), Signos (UNIVATES), Textura (ULBRA), Signo (UNISC), e Caderno Seminal (UERJ). Foi Coordenador do Curso de Graduação em Letras/Português (UESPI/Campus Clovis Moura) (2012-2014) e Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UESPI (2014.1). Atuou como docente da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA (2000-2012) e como docente convidado do Mestrado em Letras da UFPI (2009-2012), Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária, atuando principalmente nos seguintes temas: estética da recepção, literatura infantil e juvenil, leitura literária, formação do leitor, ensino de literatura e história da literatura.

Fabiane Berardi Burlamaqui – Possui graduação em Letras pela Universidade de Passo Fundo (1991), Mestrado em Letras (Teoria Literária) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1999) e Doutorado em Letras (Teoria Literária) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2004). Atualmente é professora Titular I da Universidade de Passo Fundo e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras. Coordena, no âmbito da UPF, o Programa de Cooperação Acadêmica (Procad) com a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e a Universidade Federal do Espírito Santo (2014-2018), investigando espaços, contextos e materialidades da leitura junto a estudantes universitários. Integra o Grupo de Trabalho Leitura e Literatura Infantil e Juvenil da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (www.gtllij.com.br). Tem experiência na área de Letras, subáreas de Teoria Literária, Literatura Brasileira, Literatura Portuguesa e História da Literatura, atuando, principalmente, nos seguintes temas: leitura, formação do leitor, literatura infantil e juvenil, leitura literária e escola.

Dirce Waltrick do Amarante – Ensaísta, tradutora e escritora. Professora do Curso de Artes Cênicas da UFSC e do Curso de Pós-Graduação em Estudos da Tradução (UFSC). Tem livros publicados na área de tradução, teoria literária, teatro e literatura infantil e juvenil. Coedita o Jornal de Arte e Cultura “Qorpus” (ISSN 2237-0617) – Qualis B5. Vice-líder do Núcleo de Estudos de Literatura Infantil e Juvenil, Literalise, (UFSC), e é membro do Núcleo de Pesquisa de Estudos sobre Samuel Beckett (USP). É colaboradora do site “Teatrojornal” (São Paulo) e colunista do blog da Editora Iluminuras (São Paulo). Organiza o Bloomsday de Fpolis, com o prof. Sérgio Medeiros (UFSC) e com a profa. Clélia Mello, desde 2002.

Heloise Baurich Vidor é atriz e professora de Teatro. Possui graduação em Interpretação Teatral pela Universidade de São Paulo (1994), Mestrado em Educação e Cultura (2001) e Mestrado em Teatro (2008) pela Universidade do Estado de Santa Catarina e Doutorado pela USP (2015). Atualmente é professora efetiva do Departamento de Artes Cênicas da Universidade do Estado de Santa Catarina, na área de Pedagogia do Teatro / Teatro e Educação e professora permanente do Programa de Mestrado Profissional em Artes na mesma universidade. Tem experiência na área de Interpretação e Direção Teatral. Sua pesquisa atual, intitulada Teatro, Leitura, Literatura e Educação: encontros com o texto é uma continuidade da tese Leitura e Teatro: aproximação e apropriação do texto literário. Ambas associam o campo da leitura ao do teatro, propondo experimentações em torno de textos literários, leitura em performance e procedimentos lúdicos teatrais, com crianças, jovens e adultos, no contexto de ensino formal e informal. É autora do livro Drama e Teatralidade: o ensino do teatro na escola (2010).

Fabiano Tadeu Grazioli – Professor da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Campus de Erechim/RS e da Faculdade Anglicana de Erechim/RS. Coordenador editorial de Literatura Infantil e Juvenil da Habilis Press Editora. Doutorando em Letras, linha de pesquisa “Leitura e formação do leitor” no Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade de Passo Fundo/RS. Mestre em Letras (Estudos Literários) pelo mesmo programa. Autor de “Teatro de se ler: o texto teatral e a formação do leitor” (EdiUPF, 2007). O último livro que organizou foi “Teatro infantil: história, leitura e propostas” (Positivo, 2015), sobre dramaturgia para crianças e jovens. Diretor de Teatro.

Fernanda Coutinho – Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco e Universidade Estadual do Ceará (1984), mestrado em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (1991) e doutorado em Teoria da Literatura pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco (2004). Desde 1992, é professora efetiva do Departamento de Literatura da UFC. Coordena, atualmente, o grupo de pesquisa Ateliê de Literatura e Arte, que congrega estudantes de graduação e pós-graduação da UFC. No momento, é responsável pelo projeto de pesquisa intitulado Infância e Interculturalidade, o qual tem por objetivo refletir sobre a construção e a desconstrução da noção de infância num movimento histórico-sócio-ideológico que se estende da racionalidade da Ilustração aos dias atuais, examinando a caracterização do mundo infantil face às matrizes comportamentais da época contemporânea. A pesquisa procura, dessa forma, verificar a presença da criança no texto literário encenando papéis sociais, que envolvem uma gama de situações em que a questão ética aflora de forma perceptível, dando margem à avaliação da postura da criança como agente criador de sua própria subjetividade e à comparação com experiências de vivências infantis de outros momentos históricos. O trabalho é operado em uma perspectiva interdisciplinar e comparatista, razão pela qual os discursos de outras literaturas, além da nossa, são chamados a compor o diálogo textual. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária e Literatura Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: infância, história cultural, ficções do “eu”, imaginário, afetos, sociologia dos costumes. Realizou estágio pós-doutoral na área de Literatura Comparada, junto à UFMG e à Université de la Sorbonne – Paris 4, sob a supervisão, respectivamente, das professoras Maria Ester Maciel de Oliveira Borges e Véronique Gély, enfocando o tema Crianças e Animais na obra de Graciliano Ramos. Atuou, de setembro/2009 a fevereiro/2010 como pesquisadora convidada do Centre de Recherche en Littérature Comparée, ligado à Universidade de Paris – Sorbonne – Paris 4. Entre dezembro de 2010 e fevereiro de 2011, esteve, como professora convidada, na Universidade de Colônia, consolidando a criação do Centro Cultural Rachel de Queiroz, e inaugurando suas atividades acadêmicas, por intermédio do Curso de Inverno Uma Rachel: quantas escritas – ficção, teatro, memória, histórias do dia a dia, que visou dar a conhecer a multiplicidade de facetas contidas na criação da escritora em foco. Pertence, desde 2014, ao quadro de professores permanentes do Programa de Pós-Graduação e Estudos da Tradução – POET, da UFC, desenvolvendo pesquisa sobre As traduções de Literatura infanto-juvenil brasileira na França.

Lincoln Paulo Fernandes – Licenciado em Língua e Literatura Inglesa pela Universidade Federal de Santa Catarina (1994), mestre em Língua Inglesa e Lingüística Aplicada (Tradução) pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998) e doutor em Língua Inglesa e Lingüïstica Aplicada (Tradução) pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004) com estágio de doutoramento realizado no Centre for Translation and Intercultural Studies (CTIS) da University of Manchester. Atualmente é professor de Estudos da Tradução e Chefe do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras (DLLE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Participa de dois de seus programas de pós-graduação: Pós-Graduação em Estudos da Tradução (PPGET) e Pós-Graduação em Inglês (PPGI) e tem experiência na área de Letras, com ênfase em Estudos da Tradução, atuando principalmente nos seguintes temas: Tradução e Corpora, Tradução de Literatura Infantojuvenil, Análise Textual e Formação do Tradutor.

Diana Navas possui pós-doutorado na Universidade de Aveiro (Portugal) e doutorado em Literatura Portuguesa pela Universidade de São Paulo (USP). É professora do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). É autora de livros relacionados à área de Literatura Portuguesa,  além de vários artigos destinados ao estudo da  Literatura Infantil e Juvenil. Sua pesquisa atual centra-se na investigação das tendências contemporâneas da literatura juvenil brasileira e portuguesa.

José Hélder Pinheiro Alves – Graduado em Letras pela Faculdades Integradas de Uberaba (1983), Mestrado em Letras (Literatura brasileira) pela Universidade de São Paulo (1992), Doutorado em Letras (Literatura brasileira) pela Universidade de São Paulo (2000) e Pós-doutorado pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004). Atualmente é professor Associado IV da Universidade Federal de Campina Grande, PB. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura e ensino, poesia, literatura infantil e literatura de cordel.

Regina Michelli – Graduação em Letras pela Faculdade de Humanidades Pedro II (FAHUPE, 1977); psicóloga com bacharelado e licenciatura pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ, 1979); mestrado (1994) e doutorado (2001) em Letras (Letras Vernáculas, Literatura Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), dissertação intitulada “Viagem em Demanda do Santo Graal: o sonho de heroísmo e de amor” e tese “Vênus e Marte, Eros e Psique o sinuoso caminho dos laços da paixão e do amor na Literatura Portuguesa”; pós doutorado pela Universidade de São Paulo (USP, 2014), pesquisa “Viajando pelo mundo encantado do Era uma vez: configurações identitárias de gênero na literatura infantil da tradição”. Atualmente é professora associada, em regime de dedicação exclusiva, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), desenvolvendo atividades docentes e de pesquisa em Literatura Portuguesa e Literatura Infantil e Juvenil.

Flávia Brochetto Ramos – Doutor e Mestre em Letras pela PUCRS. Especialista em Literatura Brasileira pela PUCRS e graduada em Letras pela UCS. Realizou estágio de pós-doutoramento em Educação na FaE/UFMG. Na docência, atuou na Educação Básica na rede pública e atualmente é docente em nível de graduação e pós-graduação (Mestrado em Educação e Doutorado em Letras) na Universidade de Caxias do Sul. Tem experiência na área de Educação e Letras, com ênfase em Literatura infantil, focalizando leitura, literatura e mediação na Educação Básica. Autora de artigos em livros e periódicos especializados e também de trabalhos em anais de eventos. Orienta estágios, bolsas de iniciação científica, dissertações de mestrado e teses de doutorado. Líder do Grupo Linguagem e Educação, cadastrado no CNPq. Avaliadora do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES/INEP/MEC e, no período de 2010 a 2014, do Programa Nacional Biblioteca da Escola. Membro da Comissão Técnica para o Programa Nacional Biblioteca na Escola – PNBE 2015, por indicação da Secretaria de Educação Básica, do Ministério de Educação.

Renata Junqueira de Souza – Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987), mestrado em Linguística e Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1990), doutorado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000) e é livre-docente pela mesma Instituição (2012) no conjunto das disciplinas Conteúdos, Metodologia e Prática de Ensino de Língua Portuguesa I e II e Leitura, Literatura e Interpretação de Textos no Processo de Formação de Professores.. Atualmente é professor visitante da Universidade do Minho e professor assistente doutor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Também é professora colaboradora no Programa de Pós graduação em Letras da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), desde 2015. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem, atuando principalmente nos seguintes temas: leitura, formação de leitores, literatura infantil, literatura e formação de professores, estratégias de leitura.

Adair Neitzel – Doutora em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina, atualmente faz parte do corpo docente permanente do Programa de Mestrado e Doutorado em Educação da UNIVALI. Líder do Grupo de Pesquisa Cultura, Escola e Educação Criadora. Participa como membro do comitê editorial da revista Contrapontos (UNIVALI), Mafuá (UFSC) e Confluências Culturais (UNIVILLE). Desenvolve pesquisas sobre Leitura, Formação estética e Formação de professores. Atualmente, em parceria com o Grupo de Pesquisa do Centre de Sociologie des Pratiques et des Représentations Politiques (CSPRP), da Universidade Paris VII – Diderot-, desenvolve pesquisa de pos-doutorado sobre “A leitura como prática social”, em parceria com a professora Anne Kupiec. Coordenadora Institucional do PIBID UNIVALI de 2010 a 2013; 2014 até a presente data.

Vera Teixeira de Aguiar é Doutora em Letras, área de concentração em Teoria da Literatura, Professora Titular aposentada da PUCRS, onde lecionou, nos níveis de Graduação, Especialização, Mestrado e Doutorado, as disciplinas de Leitura de Autores Brasileiros, Sociologia da Leitura, Literatura Infantil e Construções Simbólicas, Literatura Juvenil, Arte e Sistema Cultural e Literatura e Ensino. Desenvolve pesquisas nessas áreas, salientando o lugar da literatura na vida social e sua interação com outras linguagens. É autora, dentre outros livros, de Que livro indicar? Interesses do leitor jovem; Marcelo Gama; O verbal e o não verbal; autora com Maria da Glória Bordini do livro Literatura: a formação do leitor; autora do livro Era uma vez… na escola: formando educadores para formar leitores,  no qual coordena sua equipe de pesquisa; organizadora de livros em parcerias, como Teclas e dígitos – leitura, literatura e mercado; Heróis contra a parede: estudos de literatura infantil e juvenil; Conto e reconto: das fontes à invenção; Poesia infantil juvenil brasileira: uma ciranda sem fim; Literatura infantil e juvenil: leituras plurais, autora de artigos em periódicos científicos e livros nacionais e internacionais e e-books. Pesquisadora do CNPq, desenvolve o projeto “Literatura juvenil brasileira: a constituição do objeto, suas modalidades narrativas e proposta metodológica de leitura através da construção de base de dados digital” (2013-2016).

Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP/ Faculdade de Ciências e Letras de Assis (1987), onde também realizou seu mestrado (1993) e doutorado em Letras (2000). Atualmente é professor assistente doutor da UNESP, instituição em que trabalha desde 1988. Atua junto à Disciplina de Literatura Brasileira, desenvolvendo pesquisa principalmente nos seguintes temas: literatura infantil e juvenil, leitura, formação de leitores, literatura e ensino, Monteiro Lobato e literatura brasileira contemporânea de um modo geral. É coordenador do Grupo de Pesquisa "Leitura e Literatura na Escola", que congrega professores de diversas Universidades do país. É coordenador do Grupo de Trabalho da ANPOLL "Leitura e Literatura Infantil e Juvenil". É votante da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ. Tem realizado diversos projetos de pesquisa aplicada, voltados à formação de leitores e ao aperfeiçoamento de professores no contexto do Ensino Fundamental. Nos últimos anos, também tem desenvolvido alguns projetos para a Editora UNESP.

Possui graduação em Letras pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Penápolis (1969), mestrado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1988), doutorado em Letras Assis pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1995) e pós-doutorado pela PUCRS. Atualmente é professor Associado da Universidade Estadual de Maringá. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira, atuando principalmente nos seguintes temas: leitura, literatura infantil, literatura brasileira, literatura e Monteiro Lobato. É votante, desde 2005, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ, Coordenadora do Centro de Estdos de Literatura, leitura e escrita: história e ensino – CELLE, certificado pelo CNPq/UEM; participa do Grupo de Pesquisa Leitura e Literatura na Escola, que congrega professores de diversas universidades do país. Foi coordenadora do GT de Leitura e Literatura Infantil e Leitura, da ANPOLL de 2010 a 2014.

Possui Bacharelado e Licenciatura em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná (1991), Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (1996) e Doutorado em Psicologia (Psicologia Social) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005). Foi Editor da Educar em Revista (2009-2011), Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação (2011-2012), coordenador do GT Educação e Relações Raciais da ANPED (2010-2011), vice-coordenador do mesmo GT (2008-2009; 2012-2013), representante da Região Sul na Diretoria da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN – 2010-2012). Atualmente é bolsista produtividade 2 do CNPQ, atua no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE-UFPR) e Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB-UFPR). Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: relações raciais, racismo, políticas afirmativas, construção social da infância, políticas para a infância.

Pós ­doutoramento em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Bolsista CNPq (2015). Possui doutorado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba/UFPB (2010), com estágio sanduíche/CAPES (Moçambique/Maputo). Tem Mestrado em Educação pela Universidade do Estado da Bahia (2003), Especialização em Literatura pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/PUC­SP e Graduação em Letras (PUC­SP). É docente efetiva do Programa de Pós Graduação em Crítica Cultural (Pós Crítica) da Universidade do Estado da Bahia/UNEB e do curso de Letras (UNEB) Prof. Adjunto/efetiva da mesma instituição e vice­ coordenadora da Linha 2 do Mestrado (Letramento, Identidades e Formação de Educadores). Tem participado de mesas redondas em eventos acadêmicos na área de pesquisa, com experiência e publicações em Letras e Educação (artigos, capítulos de livros), cujas ênfases são: Literatura infanto­juvenil afro­brasileira e moçambicana, literatura negra (afro)brasileira, educação antirracista. Autora do livro Áfricas e diásporas na literatura infanto­juvenil no Brasil e em Moçambique (EDUNEB, 2014). Atua, principalmente, com os seguintes temas: Literatura infanto­juvenil brasileira e moçambicana, formação de educadores/as para as relações étnico­raciais, antirracismo, educação (Lei 10.639/03). Tem coordenado projetos no campo da Literatura e Cultura Afro­Brasileira e Africana, abrangendo a extensão e a pesquisa (LIFE/CAPES); Vivências/PROEX e o Ensino (PIBID/FAPESB). No momento orienta dissertações de Mestrado cujas temáticas focalizam a Literatura Negra (Afro) Brasileira e a Educação Escolar Quilombola, a Lei 10.139/03 na Educação Básica. Na Iniciação Científica orienta projetos sobre a Literatura infanto­juvenil (afro)brasileira e africanas (moçambicanas e angolanas).

Iara Tatiana Bonin – Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado) da Universidade Luterana do Brasil. Integra atualmente o núcleo UFRGS da Ação Saberes Indígenas na Escola (MEC/SECADI). É bolsista Produtividade (Pq 2) do CNPq, tendo como foco de seus estudos  a temática indígena  e a Literatura Infantil, particularmente aquela que aborda as diferenças culturais.

Jilvania Lima dos Santos Bazzo – Doutora em Educação pelo Programa de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação, da Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia – FACED/UFBA, onde também concluiu o Mestrado em Educação. Especialista em “Texto e Gramática” e graduada em Letras pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Exerceu o magistério nas escolas do ensino fundamental e médio de 1992 a 2008. Ingressou na docência do ensino superior em 1991 e, atualmente, trabalha na Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, vinculada ao Departamento de Pedagogia. Ministra as disciplinas tanto do campo da Linguagem, Alfabetização e Letramento quanto das áreas especificamente pedagógicas para a formação dos professores da educação básica.  É membro do Banco de Avaliadores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior/BASis-INEP. De 2012 a 2015, integrou a equipe de professoras formadoras do Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), no estado de Santa Catarina. Tem experiência na área de educação e linguagem, com ênfase em filosofia da educação, didática, metodologia e prática de ensino, atuando e desenvolvendo pesquisas nos seguintes temas: linguagem e educação, literatura e ensino & CTS.

Lilane Maria de Moura Chagas – Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Amazonas. Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo. Atualmente, é professora adjunta da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem experiência na área de Educação, com ênfase no Ensino Fundamental e Educação Infantil, atuando principalmente nos seguintes temas: formação do leitor, literatura infantil, narrativas cotidianas e literárias, alfabetização, letramento, didática.

Possui graduação em filosofia pela Universidade Federal do Amazonas (1986), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997) e doutorado em Letras (Letras Clássicas) pela Universidade de São Paulo (2004). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia Antiga, atuando principalmente nos seguintes temas: mito, grécia, tragédia, poesia, filosofia antiga, ética.

Marie Helene Torres – Professora Associada da Universidade Federal de Santa Catarina onde atua na graduação em Letras Estrangeiras e no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução. Possui Pós-Doutorado pela Universidade de Minas Gerais (2011), Doutorado em Estudos em Tradução – Katholieke Universiteit Leuven (2001), Mestrado em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (1995) e Licenciatura Dupla Portugues-Francês pela Universidade Federal de Santa Catarina (1992). Coordena um projeto de pesquisa com verba do CNPq (2013-2016) sobre antologia e literatura francesa ( http://mnemosine.paginas.ufsc.br/ ) Foi coordenadora da Pós-Graduação em Estudos da Tradução da UFSC de 2003 a 2007; coordenadora da Especialização em Formação de Professores de Tradução Literária de 2008 a 2009, coordenadora do Doutorado Interinstitucional (DINTER) da PGET/UFSC com a UFPB e a UFCG de 2010 a 2014 e atualmente coordenadora do Doutorado Interinstitucional (DINTER) da PGET/UFSC com a UFPA de 2015 a 2019. Foi vice-coordenadora do GT de Tradução da ANPOLL em 2012-2014 e membro da DIretoria da ABRAPT da gestão 2011-2013. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura e em Tradução, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura nacional e literatura traduzida, teoria e história da tradução, literatura de língua francesa traduzida no Brasil e estudos em tradução. Publicou recentemente entre outros Variations sur l´étranger dans les lettres: cent ans de traductions françaises des lettres brésiliennes (2004, pela Artois Presses Université), Literatura Traduzida/Literatura Nacional (em co-autoria, pela 7Letras em 2008), o Dicionário de Tradutores Literários do Brasil (em co-autoria online), Literatura e tradução : textos selecionados de José Lambert (em co-autoria, pela 7Letras em 2011), Traduzir o Brasil Literário : paratexto e discurso de acompanhamento, vol 1 (2011), Tradução dos Clássicos (em co-autoria, Copiart, 2013), Traduzir o Brasil Literário : Historia e crítica, vol.2 (2014). Traduziu A tradução e a letra ou o albergue do longinquo de Antoine Berman (1a ed. em 2007 e 2a ed. em 2013). Como pesquisadora desenvolve um projeto sobre as contistas francesas do século das Luzes. É também tradutora de literatura infantil e juvenil.

Graduada em Letras pelo Centro Universitário Univates, possui mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e doutorado em Teoria da Literatura pela mesma universidade. Pós-doutorapela Universidad de Granada/Espanha. É professora do Departamento de Letras e do Programa de Mestrado em Leitura e Cognição da Universidade de Santa Cruz e professora do Centro Universitário Univates. Atua com disciplinas de Literaturas Infantil e juvenil, História da Leitura, Leitura e Infância e literaturas de língua espanhola. Publicação com Menção Altamente Recomendável da FNLIJ no ano de 2006 e Prêmio Itaú Cultural/Rumos da Literatura em 2010-2011.

Mestre e Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, atuando principalmente nos temas: educação infantil, literatura infantil, infância, texto e identidade e diferença.

Graduada em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Mestre e Doutora em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde atua como professora. Suas pesquisas focam literatura infantil, literatura brasileira, educação e letras.

Possui graduação em Pedagogia, Letras e Psicologia, é pós-graduada em Psicopedagogia e possui especialização em Psicomotricidade. Mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e doutora em Letras pela Universidade de São Paulo (2002). Atualmente é professora da Universidade de São Paulo, coordenando a área de Literatura Infantil e Juvenil. Líder do Grupo de pesquisas Produções Literárias e Culturais para crianças e jovens, da mesma universidade.

Possui graduação em Letras (Portugês/Alemão) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1995), graduação em Teologia pela Escola Superior de Teologia (1998), mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1997) e doutorado em Lingüística e Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2001), tendo realizado um Pós-Doutorado na área da Biossemiótica na Universidade de Kassel, Alemanha. Atualmente é coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU) e professor adjunto da Universidade Luterana do Brasil, atuando, como docente e pesquisador, no PPGEDU e no Curso de Letras. Tem experiência na área de Letras e Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Teoria da Literatura, Estudos Culturais, Semiótica e Cibercultura

Pedagoga, Doutora em Educação, professora na FaE/UFPel, atua no campo da Alfabetização Literária. Lidera o grupo de pesquisa Escritas, Leitores e História da Leitura (CNPq 11/2009), Coordena o GELL – Grupo de Estudos em Leitura Literária e assina o blog http://crisalfabetoaparte.blogspot.com.br/. É autora dos infantis De arqueologias e de Avôs (2005); Luíza (2007) e Cobras no Laranjal (2009). Entre suas obras publicadas destacam-se: Um alfabeto à parte: biobibliografia de Pedro Rubens de Freitas Wayne (2009); Das Leituras ao Letramento Literário (2009) e Escritas, Leitores e História da Leitura (2012). Atualmente desenvolve a pesquisa Alfabetização Literária de Bebês: Acalantos, cantigas, poesia, gibis e narrativas literárias. Sua obra mais importante é: Onde está Meu ABC de Erico Verissimo? Notas sobre um livro desaparecido, publicado em 2013.

Agenda
8h

Início do Credenciamento

Local: Hall do Cento de Cultura e Eventos (UFSC)

9h

Sessão de Abertura

Local: Auditório do Cento de Cultura e Eventos (UFSC)

9h45min

Conferência

La poética de la infancia y la formación del lector literario
Prof.ª Yolanda Reyes (Pesquisadora independente/Colômbia)
Coordenação: Rosana Maria Cardoso (UNISC)

Local: Auditório do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

12h30min às 13h30min

Exposição de Pôsteres

Local: Hall do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

13h30min às 14h

Apresentação Cultural

Local: Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

14h às 15:30min

Mesa-Redonda

Mesa-redonda: De feituras: escrita e ilustração
Glória Kirinus (Escritora), Graça Lima (Ilustradora UFRJ) e Roger Mello (Ilustrador)
Coordenação: Ana Crélia Dias (UFRJ)
Local: Auditório Garapuvu – Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

16h às 17h30min

Mesa-Redonda

Dos caminhos literários
Nilma Lacerda (UFF) e  Edmir Perroti (USP)
Coordenação: Gládis Kaecher (UFRGS)

Local: Auditório Garapuvu – Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

18h

Performances Artísticas

Local: Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

18h30min

Lançamentos de Livros e Sessões de Autógrafos

Local: Hall do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

8h30min às 12h

Apresentação das Comunicações

Local: Salas de aula

9h às 11h30min

Na trama das palavras: encontro entre a escritora e seus leitores

Escritora: Anna Claudia Ramos
Local: Auditório da Biblioteca Universitária (UFSC)

12h30min às 13h30min

Exposição de Pôsteres

Local: Hall do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

13h30min às 14h

Apresentação Cultural

Local: Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

14h às 15h30min

Mesa-Redonda

Histórias & Histórias da literatura infantil: do poema ao texto dramático
Marisa Lajolo (Universidade Presbiteriana Mackenzie) e Regina Zilberman (UFRGS)
Coordenação: Maria Zilda da Cunha (USP)

Local: Auditório Garapuvu – Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

16h às 17h30min

Mesa-Redonda

Promoção da leitura: das políticas aos espaços de leitura
Elizabeth Serra (FNLIJ), Volnei Canônica e Tania Piacentini (Barca dos livros)
Coordenação: Gládis Kaecher (UFRGS)
Local: Auditório Garapuvu – Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

18h

Bate-papo com escritores

Local: Auditório Garapuvu – Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

8h30min às 12h

Apresentação das Comunicações

Local: Salas de aula

13h30min às 14h

Apresentação Cultural

Local: Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

14h

Conferência de Encerramento

Palavras que voam: tendências contemporâneas da poesia portuguesa para infância
Sara Reis (Universidade do Minho)
Local: Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

16h30min às 19h

Debate

Literatura e Educação nos espaços da ANPEd, ANPOLL e periódicos acadêmicos das áreas
Local: Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

19h

Encerramento

Local: Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos (UFSC)

CONTATO

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone (obrigatório)

Sua mensagem

Realização
back to top