Fernanda Coutinho

Fernanda Coutinho – Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco e Universidade Estadual do Ceará (1984), mestrado em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (1991) e doutorado em Teoria da Literatura pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco (2004). Desde 1992, é professora efetiva do Departamento de Literatura da UFC. Coordena, atualmente, o grupo de pesquisa Ateliê de Literatura e Arte, que congrega estudantes de graduação e pós-graduação da UFC. No momento, é responsável pelo projeto de pesquisa intitulado Infância e Interculturalidade, o qual tem por objetivo refletir sobre a construção e a desconstrução da noção de infância num movimento histórico-sócio-ideológico que se estende da racionalidade da Ilustração aos dias atuais, examinando a caracterização do mundo infantil face às matrizes comportamentais da época contemporânea. A pesquisa procura, dessa forma, verificar a presença da criança no texto literário encenando papéis sociais, que envolvem uma gama de situações em que a questão ética aflora de forma perceptível, dando margem à avaliação da postura da criança como agente criador de sua própria subjetividade e à comparação com experiências de vivências infantis de outros momentos históricos. O trabalho é operado em uma perspectiva interdisciplinar e comparatista, razão pela qual os discursos de outras literaturas, além da nossa, são chamados a compor o diálogo textual. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária e Literatura Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: infância, história cultural, ficções do “eu”, imaginário, afetos, sociologia dos costumes. Realizou estágio pós-doutoral na área de Literatura Comparada, junto à UFMG e à Université de la Sorbonne – Paris 4, sob a supervisão, respectivamente, das professoras Maria Ester Maciel de Oliveira Borges e Véronique Gély, enfocando o tema Crianças e Animais na obra de Graciliano Ramos. Atuou, de setembro/2009 a fevereiro/2010 como pesquisadora convidada do Centre de Recherche en Littérature Comparée, ligado à Universidade de Paris – Sorbonne – Paris 4. Entre dezembro de 2010 e fevereiro de 2011, esteve, como professora convidada, na Universidade de Colônia, consolidando a criação do Centro Cultural Rachel de Queiroz, e inaugurando suas atividades acadêmicas, por intermédio do Curso de Inverno Uma Rachel: quantas escritas – ficção, teatro, memória, histórias do dia a dia, que visou dar a conhecer a multiplicidade de facetas contidas na criação da escritora em foco. Pertence, desde 2014, ao quadro de professores permanentes do Programa de Pós-Graduação e Estudos da Tradução – POET, da UFC, desenvolvendo pesquisa sobre As traduções de Literatura infanto-juvenil brasileira na França.

back to top